Petrópolis
Um pouco de História Pontos Turísticos Comércio e Serviço Atividade Econômica
  Areal
  Magé
   Veja ainda:
Minas Gerais
Paraná
Rio de Janeiro
Rio Grande do Sul
Santa Catarina
São Paulo
Pontos Turísticos

Aqui você irá encontrar textos e fotos sugerindo locais para a visitação. Inicialmente, será dada prioridade para os aspectos culturais de Petrópolis, não invalidando que sejam abordados locais meramente marcados por sua beleza natural ou potencial turístico.

 
Catedral de São Pedro de Alcântara

Construção em estilo neo-gótico foi iniciada em 1884 e concluída em 1939, complementa o belo conjunto urbano da Avenida Koeler e Praça da Liberdade. No templo, à direita, está a Capela Imperial com o mausoléu contendo os restos mortais de D. Pedro II e Dona Teresa Cristina.

Igreja do Sagrado Coração de Jesus

Inaugurada em 1874, sua construção está ligada à presença de alemães, que a fizeram para cultos e reuniões.

Igreja Evangélica Luterana

O mais antigo templo religioso da cidade, teve sua pedra fundamental lançada em 1862.

Museu Imperial

Antigo palácio e morada predileta de Dom Pedro II. Foi construído com recursos particulares do Imperador, que herdou as terras compradas por seu pai, Dom Pedro I. Localizado em um parque, o museu tem inestimável acervo de objetos, peças, e jóias da coroa imperial. Sua coleção de obras raras, documentação gráfica e iconográfica São do maior interesse para conhecimento do Brasil do século XIX.

Museu Casa do Colono

Possui em seu acervo arcas de enxovais, louças, documentos, livros raros escritos em alemão, instrumentos de trabalho, utensílios de cozinha e forno de pão.

Museu das Armas - Coleção Ferreira da Cunha

Tem em seu acervo centenas de peças, das quais destacam-se baionetas, armas de fogo, coberturas militares e também armas indígenas. Possui ainda biblioteca especializada sobre armaria e assuntos militares.

Museu Santos Dumont

Casa planejada e construída pelo próprio pai da aviação para servir de residência de verão. O prédio, um chalé do tipo francês alpino, consta de três pavimentos e, não só na construção, como também nos utensílios de uso diário e mobiliário, conhece-se algumas obras de seu gênio inventivo. Do lado de fora existe um mirante que servia de observatório astronômico.

Avenida Koeler

Antiga Rua D.Afonso, lugar privilegiado para se observar os princípios urbanísticos do Plano Koeler, forma o mais belo conjunto paisagístico de Petrópolis. Suas nobres construções da segunda metade do século XIX e início do século XX, cercadas por amplos jardins, situam-se em frente ao canal do Rio Quitandinha.

Palácio da Princesa Isabel

Residência oficial da Princesa e do Conde D'Eu, foi construído pelo Barão de Pilar em 1853. Nele, D. Pedro II tomou conhecimento do movimento militar que instituiu a República.

Casa do Barão do Catete

Construída em 1872 com apenas um andar em estilo neoclássico. Em 1903 adquiriu mais um andar, como está hoje. Pertence à Prefeitura Municipal de Petrópolis e é também denominado Palácio Koeler.

Palácio Rio Negro

Construído em 1880 pelo Barão do Rio Negro, sede do governo no período em que Petrópolis foi capital do Estado. Em 1903, foi adquirido pelo Governo Federal e serviu de residência de verão para vários presidentes do Brasil.

Casa de Cláudio de Souza

Na esquina da Praça da Liberdade, sua fachada é uma réplica de Castelos do Vale do Loire. Hoje, depois da transferência do acervo musical para a Biblioteca Nacional, a casa transformou-se no Silogeu Petropolitano, que abriga praticamente todas as entidades culturais da cidade.

Palácio de Cristal

Construído na França para a Associação Hortícula de Petrópolis, da qual era presidente o Conde D'Eu, foi destinado a servir de local para exposições e festas. Inaugurado em 1884, suas instalações já foram também usadas como cassino, corpo de bombeiros e até como albergue de desabrigados dos temporais de Petrópolis.

Palácio Amarelo

Construção de 1850, atualmente funciona como sede da Câmara Municipal de Petrópolis. A decoração da Sala de Sessões é considerada uma das mais belas do gênero no país.

Palácio Grão-Pará

Localizado nos fundos do Palácio Imperial, o prédio abrigava os camareiros que prestavam serviços à Família Imperial. Leva esse nome desde 1920, quando o Príncipe do Grão-Pará, primogênito da Princesa Isabel, passou a residir no local.

Palácio Itaboraí

Antiga residência de verão dos Governadores do Estado do Rio, atualmente é a sede da FIOCRUZ.

Palácio Quitandinha

O antigo cassino e hotel tem um teatro mecanizado com capacidade para 2.000 pessoas e o Salão Marconi, com capacidade para 4.000 pessoas.

Casa do Barão de Mauá

Elegante palacete, cercado de jardins, é um exemplo representativo da arquitetura neoclássica em Petrópolis.

Casa de Rui Barbosa

Hoje residência particular na Av. Ipiranga, ali foram escritas muitas de suas obras, entre elas "Orações dos Moços" e "Introdução ao Código Civil".

Casa do Barão do Rio Branco

A qual em 1903, serviu de local para assinatura do Tratado de Petrópolis, que anexou as terras do hoje Estado do Acre ao Brasil.

Casarão do Visconde de Ubá

Construído no último quartel do século XIX por este nobre, em dos mais poderosos membros da aristocracia do café do Vale do Paraíba, demonstra a importância política que a cidade assumia, naquele período, com a presença da Família Imperial durante o verão.

Fórum de Petrópolis

Inaugurado em 1894, pode ser considerado um dos mais belos do território fluminense. Foi construído na época em que Petrópolis era a capital do Estado.

Parque Crèmerie

Uma das maiores Áreas verdes da cidade. É uma atração turística de lazer com piscinas, para adultos e crianças, play-ground, lago com pedalinhos, ilhas com moinho d'água e pequenas casas. Estas São ligadas por pontes de madeira à terra firme.

Prédio dos Correios e Telégrafos

Construção em estilo neoclássico teve suas obras iniciadas em 1922 e seu término em 1925.

Trono de Fátima

Construído em 1947 como local de orações, é também um mirante da cidade de Petrópolis.

Universidade Católica de Petrópolis

Antes de se tornar instituição de ensino superior em 1957, o prédio foi o Hotel de Orleans na época do segundo Império, quando nobres da corte costumavam nele se hospedar. Com a queda da monarquia, o hotel fechou e, durante o período em que Petrópolis foi capital do Estado, serviu como Palácio do Secretariado. Depois foi reinaugurado como o Palace Hotel, onde também funcionou um cassino.

Relógio das Flores

Localizado em frente à Universidade Católica de Petrópolis, foi construído em 1972 para marcar os 150 anos da Independência do Brasil.

Casa da Antiga Fazenda Samambaia

Inicialmente construída em 1741. Seu traçado primitivo sofreu algumas reformas, sendo entretanto conservada suas características externas.

Casa da Fazenda Santo Antônio

Em Itaipava, data da segunda metade do século XVIII, sendo um dos mais antigos casarões da região.

Casa do Padre Correia

Em Corrêas, presumivelmente construída na metade do século XVIII. D.Pedro I apreciava hospedar-se nesta fazenda para descanso em suas viagens a Minas Gerais.

Castelo de Itaipava

Famoso por ser uma reprodução de castelo renascentista.

Companhia Petropolitana

Na Cascatinha, em sua arquitetura apresenta um dos mais completos complexos industriais ainda existentes: o edifício central semelhante a um castelo medieval, com estrutura de ferro belga, cercado por edificações menores. Existe uma pequena ferrovia interna ligando as suas seções.

Parque Nacional da Serra dos Órgãos

Criado em 1839, ocupa uma Área de 10.000 hectares entre as terras de Petrópolis, Magé, Guapimirim e Teresópolis. A rodovia BR-495, a Petrópolis-Teresópolis, é um excelente percurso para se apreciar a beleza da Serra dos Órgãos.

Pico do Açu

Localizado no Parque Nacional, na divisa entre os municípios de Petrópolis / Magé / Teresópolis, a 23 km do centro. Com 2.226m de altitude, dele tem-se a paisagem da Serra dos Órgãos.

Alto da Ventania

Localizado na divisa de Petrópolis com Magé, a 8,5 km do Centro. Com 1.270m de altitude, dali aprecia-se o recorte do relevo da região.

Castelinho

É a montanha mais visitada em Petrópolis e sua trilha é ampla e de fácil acesso. Com 1.385m de altitude, do local avista-se as seguintes localidades: Quitandinha, Valparaíso e Serra da Estrela.

Pedra do Cone

Localizada entre Corrêas e Cascatinha, a 18 km do centro. Tem 1.342m de altitude, e do pico avista-se o belo recorte do relevo da região.

Pedra do Cortiço

Localizada a 6,5 km do centro, tem 1.120m de altitude, com destaque para a paisagem que o circunda, avistando-se do local a Baixada Fluminense e a fachada litorânea com a Ponte Rio - Niterói.

Pedra do Quitandinha

Está a 1. 223m de altitude, do local avista-se toda a Área urbana de Petrópolis e o relevo que a circunda.

Pedra do Retiro

Com 1.540m de altitude, dela avista-se o centro de Petrópolis, Corrêas e o traçado da BR-040.

Pico Alcobaça

Localizado entre Corrêas e Cascatinha, tem 1.890m de altitude, com vista panorâmica da cidade de Petrópolis.

Pico da Maria Comprida

Está em Araras, tem 1.950m de altitude, possui acesso difícil, feito através de trilhas.

Pico do Cantagalo
No Vale da Tapera/Cuiabá, com 1.788m de altitude.

Pico do Cobiçado

No bairro Morin, tem 1.670m de altitude, de onde vê-se o recorte da Serra das Araras.

Pico do Taquaril

Localizado entre Posse e Pedro do Rio, tem 1.860m de altitude, e dele avista-se as localidades de Pedro do Rio, Posse, Itaipava e o Vale de Cuiabá.

Seio de Vênus

Localizado no Retiro, tem 1.480m de altitude, de onde avista-se o centro de Petrópolis, Corrêas e o traçado da BR- 040.

Reserva Biológica do Tinguá

Criada em 1989, tem 26 mil hectares e 150 km de perímetro que abrange os municípios de Nova Iguaçu, Duque de Caxias, Petrópolis, Miguel Pereira e Vassouras. Possui relevo acidentado, com escarpas sulcadas por rios torrenciais, onde destaca-se o maciço do Tinguá, com 1.600m de altura.

Parceria Contra Drogas   Projeto Rio Vivo   Combate a Pedofilia na Internet
Início
 
Sua página inicial
 
Nos seus favoritos
 
Topo
Bookmark and Share
Arvorismo Brasil
ABRAWEB IBAMA Fundação Abrinq
Nós Podemos
Aviso Legal